CCTV protesta ao Reino Unido por violação dos direitos de jornalista chinesa

0
3

O porta-voz da Televisão Central da China (CCTV), do Grupo de Mídia da China, afirmou hoje (1) que a Comissão de Direitos Humanos do Partido Conservador do Reino Unido realizou sua sessão anual no dia 30 de setembro em Birmingham, e convidou alguns separatistas de Hong Kong para a reunião. Na ocasião, a jornalista da CCTV na Europa, Kong Linlin, foi proibida de fazer perguntas e chegou a sofrer agressão pessoal.

O porta-voz da CCTV disse que no Reino Unido, país considerado a terra da liberdade de expressão, ocorreu um incidente que viola os direitos legítimos da jornalista chinesa, fato totalmente inaceitável. A emissora manifestou seu firme protesto e exigiu aos organizadores que se desculpem com a jornalista. Ao mesmo tempo, solicitou à polícia britânica que garanta os direitos da profissional.

Tradução: Xia Ren

Edição: Rafael Fontana

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here