Comentário: A China não é inimiga dos Estados Unidos