Comentário: Cooperação China-Malásia entra na nova jornada de benefício mútuo

0
3

O primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad, terminou hoje (21), aos 93 anos de idade, sua primeira viagem à China depois de retomar o cargo de premiê. A China também é o primeiro destino da viagem oficial dele fora dos países membros da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

Ao se encontrar com Mahathir, o presidente chinês, Xi Jinping, elogiou o novo governo malaio por atribuir alta importância às relações entre os dois países. O líder chinês também elogiou Mahathir pelo apoio à iniciativa Cinturão e Rota e sua contribuição à cooperação regional asiática. Essa sequência de elogios do líder chinês representa uma alta deferência a Mahathir, um importante incentivador das relações bilaterais e um político de rica experiência.

Mahathir disse em Beijing que sua visita à China demonstra a inalterada política de amizade da Malásia para com a China. A Malásia, afirmou, admira os êxitos alcançados pela China e quer participar ativamente da construção da iniciativa Cinturão e Rota, o que favorece o desenvolvimento e a prosperidade da região.

Segundo um relatório publicado recentemente pela Empresa de Valores Mobiliários Nomura, do Japão, a Malásia é um dos quatro países mais beneficiados pela iniciativa Cinturão e Rota. O país do sudeste asiático já recebeu US$ 34,2 bilhões de investimento estrangeiro, equivalente a 10% do PIB da Malásia. Analistas indicam que no quadro da iniciativa Cinturão e Rota, a cooperação pragmática sino-malaia entrou em uma nova jornada.

A China já se tornou maior parceiro comercial da Malásia, condição mantida nos últimos nove anos. A Malásia também é a maior origem de importação da China entre os países da ASEAN. Além disso, a China investiu em 380 projetos na indústria da Malásia, gerou 60 mil empregos e se mantém como o maior origem de investimento nesse país por dois anos consecutivos.

Há uma grande quantidade de comunidades chinesas na Malásia. Algumas delas desempenham papel importante na política e no comércio. Simultaneamente, a cultura chinesa e a educação em idioma chinês estão bem preservadas na Malásia. Tudo isso constitui uma vantagem única da Malásia na cooperação com a China.

Sob a orientação dos líderes dos dois países, a cooperação entre a China e a Malásia abraçará um novo crescimento e alcançará o benefício recíproco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here