Comentário: esforço dos EUA em escalar a guerra comercial será em vão

0
6

O governo dos EUA declarou nesta segunda-feira (17) que cobrará mais 10% de tarifas aos produtos importados da China no valor de US$ 200 bilhões, a partir do dia 24 deste mês. A Casa Branca também anunciou que ainda poderá adotar outras medidas de aumento tarifário. A decisão irracional dos EUA provavelmente agravará a guerra comercial entre os dois países.

Há alguns dias, os EUA convidaram a China para uma nova rodada de diálogos comerciais, o que foi saudado pela China e estimulou o mercado global. Hoje, porém, o país anunciou um novo aumento tarifário, cuja intenção épressionar continuamente a China. A China espera que os EUA estejam cientes das graves consequências de seus atos e os corrijam com medidas convincentes.

A China foca nos seus próprios assuntos com confiança e consistência, não se importando com a posição que os EUA ocupam.

Em primeiro lugar, o novo aumento tarifário impactará os consumidores norte-americanos muito mais do que as empresas chinesas. Com a chegada da época de compras de Natal, como afirmou a agência Bloomberg, os norte-americanos sentirão um impacto “da cabeça aos pés”.

Em segundo lugar, a China publicou em agosto a lista de aumento tarifário sobre  produtos importados dos EUA, no valor de US$60 bilhões. A China também declarou que se reserva ao direito de lançar outras medidas. O país responderá com tranquilidade a qualquer ação dos EUA.

Terceiro, a dependência comercial da China caiu para 33,7% no primeiro semestre deste ano. A dependência em relação aos EUA caiu para 4,6%. Isso significa que o crescimento econômico do país depende mais do consumo doméstico e investimento. A China ainda possui as vantagens populacional, institucional e de estratégia de abertura. É capaz de resistir a qualquer impacto do exterior e realizar bem o seu próprio empreendimento.

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Layanna Azevedo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here