Comentário: políticas norte-americanas podem neutralizar crescimento econômico mundial

0
3

Os Estados Unidos anunciaram no dia 8 de maio que se retirariam do Acordo Completo sobre a Questão Nuclear do Irã, alcançado em 2015. Com a decisão, a administração Trump retomou parte das sanções econômicas ao Irã, envolvendo os setores automobilístico, aeronave, ouro e outros metais. No Twitter, o presidente norte-americano, Donald Trump, fez uma ameaça: “qualquer um que mantiver negócios com o Irã não fará negócios com os Estados Unidos”. Segundo as informações, duas montadoras gigantes da França, Citroen e Renault, já sentiram a influência da política norte-americana. No ano passado, a empresa Citroen, que vendeu 445 mil carros no Irã, teve que suspender seus negócios no país. E a Renault começou a reduzir o volume de negócios no Irã, fechando a primeira metade do ano com uma queda de 10% nas vendas ao país.

A retirada dos Estados Unidos do acordo sobre a questão nuclear iraniana poderá ter uma maior influência após o dia 5 de novembro. Nesta data, os EUA vão reiniciar a segunda etapa de sanções contra o país do Oriente Médio, que envolvem os setores de energia, petróleo e finanças. Washington já ameaçou reduzir a zero a exportação petrolífera do Irã. Sendo o pilar econômico do país, a venda de petróleo representa anualmente de 70% a 80% do total de exportação. O Irã, o terceiro maior país produtor da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e quarto maior do mundo, tem capacidade para produzir 2,5 milhões de barris por dia, atendendo a 3% da demanda global. A proibição da exportação de petróleo iraniano pelos Estados Unidos aumentará o preço do óleo. O banco norte-americano Merrill Lynch prevê que, caso os EUA adotem a política zero sobre a exportação petrolífera do Irã, o preço global do petróleo poderá subir a até US$120 por barril.

Além disso, a guerra política desencadeada pelos Estados Unidos é outra medida que poderá neutralizar o crescimento econômico global. Embora Donald Trump tenha afirmado no Twitter que “está vencendo a guerra comercial”, os analistas alertaram para uma possível estagnação econômica global, tendo em consideração a íntima ligação do crescimento econômico com o comércio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here