Comentário: uma “ponte à prosperidade” é vital para a China e o mundo