Ibovespa recua com guerra comercial e cautela sobre vídeo de Bolsonaro

NurPhoto/Getty Images

 

A bolsa brasileira recua, nesta sexta-feira, 22, com os investidores atentos à possibilidade de ser divulgado o vídeo da reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro e à escalada de tensões sino-americanas, após a China anunciar que pretende impor leis de segurança nacional em Hong Kong. Às 15h20, o Ibovespa, principal índice de ações, caía 0,98% e marcava 82.213,59 pontos.

A tentativa chinesa de aumentar o controle sobre a cidade semiautônoma ocorre poucos meses após uma das maiores ondas de protestos em Hong Kong e em meio à escalada da guerra comercial. o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que poderia reagir “fortemente” se a China seguir com seus planos de impor leis de segurança nacional.

“A relação entre os dois países, vem se deteriorando e não é de agora. Quando um pais tenta intervir na política outro país é considerado uma afronta, mas isso é da característica do Donald Trump”, disse Rafael Panonko, analista da Toro Investimentos.

Nesta sexta, a bolsa de Hong Kong, uma das principais da Ásia, fechou em queda de 5,56%. A queda do índice Hang Seng foi maior do que todas as registradas durante a pandemia do coronavírus covid-19 e pressionou as bolsas asiáticas para baixo.

Por aqui, o mercado se mostra mais cauteloso com a possibilidade de o ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello tornar público o vídeo da reunião ministerial. A decisão está prevista para sair até às 17h.

“Há o risco de o conteúdo causar pânico no mercado. Então, hoje é um dia mais complicado para ficar comprado em ações”, disse Marcel Zambello, analista da Necton Investimentos.

A preocupação com a política externa se contrapõe ao otimismo da véspera, quando, na contramão dos mercados internacionais, o Ibovespa subiu mais de 2%, após a trégua entre Bolsonaro e governadores.

“Hoje, a tensão política volta a ficar nítida. Há a expectativa de que o Celso de Mello libere o vídeo. Se tiver conteúdo que coloque o presidente numa situação delicada, pode piora ainda mais”, disse Panonko.

Segundo ele, os ganhos da sessão anterior também fazem com que os investidores realizem lucros de curto prazo, nesta sexta. “Se sobe mais de 2 já vende para fica menos alocado para o fim de semana, porque semana que vem é outro capítulo.”

Destaques

Entre as ações com maior peso no Ibovespa, as da Petrobras pressiona o índice para baixo, recuando mais de 2%, em linha com a queda de preços do barril de petróleo no mercado de futuros internacional.

Já as ações da Cogna (ex-Kroton) amargam a maior queda entre os componentes do Ibovespa, caíndo 7,45%, após ter apresentado, em balanço do primeiro trimestre, prejuízo de líquido de 39,1 milhões de reais, revertendo o lucro de 238,2 milhões de reais registrado no mesmo período do ano passado. Outro papel que sofre devido ao resultado financeiro é o da varejista de moda Renner, que recua 6,5%. Com lojas fechadas devido ao coronavírus, o lucro líquido da companhia caiu 94% no primeiro trimestre.

 

Fonte: exame.com

0 Comentários