Mensagem de vídeo da primeira-dama da China, Peng Liyuan, na reunião de alto nível da ONU para a erradicação da tuberculose, como a embaixadora da Boa Vontade da OMS para tuberculose e HIV/AIDS

0
3

Queridos amigos,

Eu sou Peng Liyuan, embaixadora da Boa Vontade da Organização Mundial da Saúde (OMS) para tuberculose e HIV/AIDS. Parabéns pela realização da reunião de alto-nível e saudações a todos os convidados.

Eu me tornei a embaixadora da China para tuberculose em 2007, e a embaixadora da Boa Vontade da OMS em 2011. É uma missão e responsabilidade que aprecio bastante.

Por mais de dez anos, no dia 24 de março de cada ano, visitei as comunidades com alta prevalência da tuberculose para ajudar a aumentar a conscientização, mudar os maus hábitos e incentivar a prevenção da doença.

Neste ano, fui para a província de Hubei, no centro da China. Eu compartilhei com os estudantes adolescentes os conhecimentos importantes relacionados à tuberculose e como levar um estilo de vida saudável. Também ensinei às pequenas crianças a importância de manter uma boa higiene pessoal. Em uma vila local, encontrei um paciente totalmente recuperado. Eu o encorajei a se tornar um defensor do combate à tuberculose, para que ele possa compartilhar sua experiência de luta contra a doença com mais pessoas.

Durante a viagem, também participei de uma cerimônia para conhecer os excelentes ativistas contra a tuberculose. A maioria deles trabalha nos postos de base e tem boas histórias para compartilhar.

Deixe-me contar a história de Shili. Ela é uma trabalhadora comunitária de saúde da província de Sichuan. Uma das suas várias tarefas é cuidar dos pacientes afligidos pela tuberculose.

Quando o forte terremoto atingiu Sichuan em 2008, a terra natal de Shili foi afetada gravemente. Apesar de sofrer danos, ela conseguiu restabelecer os contatos diretos com todos os 540 pacientes sob sua vigilância. Ela caminhou uma longa distância, correndo riscos de terríveis tremores secundários, para alcançar seus pacientes. Finalmente, Shili passou cerca de 20 dias entregando remédios àqueles que cortaram a medicação.

Como uma médica, ela sabia bem a importância de completar o ciclo de medicação para os tuberculosos. Seus esforços conseguiram resultados. Todos os doentes foram recuperados sem nenhum paciente ter se agravado com resistência múltipla. Que sucesso impressionante.

Também quero agradecer à mídia e aos nossos apoiadores. Junto com mais de 700 mil voluntários nos programas de tuberculose da China, ajudamos promover a consciência, oferecer conhecimento valioso e promovemos a compreensão sobre a tuberculose para mais de 75% da população. Vidas foram salvas como resultado.

Eu mesma testemunhei o rápido progresso dos programas de combate à tuberculose na China. Graças a melhor serviço médico, podemos oferecer diagnóstico e tratamento imediato e eficaz. Em algumas áreas, o combate à tuberculose é agora parte dos programas de eliminação da pobreza. Caso a taxa de detecção cresça, mais pacientes poderão se recuperar e a incidência e mortalidade continuarão a cair.

Quando visitei países estrangeiros, também tentei colocar a situação local sobre a tuberculose como parte da minha agenda. Estou também alegre ao ver que mais pacientes estão recebendo o que eles necessitam. Isso é o esforço unido de governos, organizações internacionais, organizações não governamentais, especialistas e voluntários que tornam tudo possível.

Porém, desafios assustadores permanecem. A resistência múltipla continua a ser a maior ameaça. Meios limitados para o tratamento e financiamento insuficiente são ainda os problemas enfrentados no âmbito global.

A OMS já empregou a ‘End TB Strategy’. E agora, é momento de atuar.

Apelo para que todos vocês participem.

Juntos, vamos fazer a diferença nas vidas de milhões afetados, e pôr um fim à tuberculose.

Desejo grande sucesso a esta conferência.

Obrigada!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here