Comentário: Apoio à violência em Hong Kong é impopular