Comentário: China é capaz de digerir impacto do atrito comercial