Comentário: China reforça reforma da zona de livre comércio