Comentário: Com meios pragmáticos, China e EUA encontram caminho para resolver questões