Comentário: “Defensor dos Direitos Humanos” é humilhado no Dia Mundial dos Direitos Humanos