Comentário: Escolha difícil para Donald Trump na investigação sobre a intervenção russa na eleição americana