Comentário: EUA não sofrem baixas no comércio com a China