Comentário: Prosperidade e estabilidade dissipam terrorismo em Xinjiang