Comentário: Reformas do sistema de comércio internacional devem se basear em três consensos