Comentário: relações sino-europeias iniciam “momento brilhante”