Comentário: “sequestro político” do Canadá prejudica direito legítimo de cidadã chinesa