Comentário: três ferrovias justificam a amizade entre China e África