Comentários da CRI tornam-se hastag e “bombam” na rede social da China