Governo pode usar modelo britânico para contratar servidores